Testemunhos

Embolização Prostática

Eloi – Redução da Próstata – Embolização Prostática

Problemas diários

Neste testemunho, Eloi começa por mencionar as queixas que o levaram a realizar o tratamento de embolização prostática. Ele fala desde os 50 anos que tem problemas relacionados com a hiperplasia benigna da próstata (HBP), e que apesar de ter sido seguido por muitos médicos e ter realizado vários exames, continuava com níveis de PSA e um volume prostático mais elevados que o normal.

Este problema lhe diminuiu muito a qualidade de vida, especialmente à noite pois levantava-se muitas vezes para ir urinar, e tinha muito receio de ter de ir a algum sítio e não se sentir à vontade sem saber com certeza que existe um sítio em que ele possa ir à casa de banho.

A motivação necessária

O que motivou Eloi a realizar a sua embolização prostática foram as várias consultas que ele teve com diversos urologistas e quando a sua mulher ouviu falar do tratamento no Facebook.

A partir daí, Eloi começou a ver entrevistas do Prof. Dr. Tiago Bilhim que ele realizou em diversos canais televisivos e viu como se realizava o processo completo do procedimento, que foi o necessário para o convencer.

Após terminar a sua pesquisa ligou para o Hospital St. Louis onde realizou uma consulta para avaliar o seu caso e ver se a sua condição podia ser tratada através da embolização, onde recebeu uma resposta positiva em como o tratamento o poderia ajudar. Depois disso, Eloi realizou uma ressonância magnética e passado 2 ou 3 semanas realizou o seu tratamento.

O antes e depois

Eloi diz que a sua qualidade de vida melhorou imenso desde que realizou a sua embolização prostática, pois agora já consegue ter noites tranquilas e quando sai fora de casa ou vai a algum sítio já não tem a ansiedade de procurar saber se existe alguma casa de banho nas redondezas, pois consegue aguentar até chegar ao local necessário.

Eloi diz também que repetiria o processo de novo, e que se antes soubesse o que sabe hoje, o teria realizado há mais tempo.

O dia do procedimento

O dia da realização da embolização prostática e descrito como simples e pacífico, em que Eloi chegou ao hospital de manhã e de seguida encaminhado para o seu quarto, onde foi tratado por uma enfermeira, e daí levado para a sala onde seria realizada a intervenção. Eloi sabia que este procedimento era uma boa opção para ele pois:

  1. Não é um procedimento invasivo, ou seja, não deixou nenhuma cicatriz pois o procedimento é realizado através de um cateter.
  2. Esteve acordado durante todo o procedimento e pôde acompanhar tudo através de um ecrã.

Após a realização do procedimento, regressou ao seu quarto no hospital onde lhe foi servida uma refeição e onde ele ficou em recobro o resto do dia. No recobro, conta que não teve dores e não teve a necessidade de tomar analgésicos.

Os exames realizados

Os exames que realizou para poder realizar o tratamento da embolização prostática, os mesmos que um homem faz quando tem Hiperplasia Benigna da Próstata (HBP), os quais são:

  • a Eco prostática;
  • a Eco vesical;
  • a Eco renal;
  • Análises ao sangue e urina.

Antes da embolização, Eloi tinha valores muito elevados de PSA e de volume da próstata, e agora, cerca de 6 meses após a intervenção da embolização prostática, tanto como o seu PSA e volume da próstata têm uma grande redução em comparação aos valores antes da embolização.

A espalhar a palavra

Hoje em dia, quando Eloi ouve falar de amigos ou conhecidos que tenham sintomas semelhantes, fala acerca do procedimento que o ajudou tanto. Diz também que acha péssimo que a técnica da embolização não seja tão divulgada.

Categorias

Marque a sua Consulta

Submeta o formulário em baixo para marcar a sua consulta com o Dr. Tiago