Blog

Embolização do Varicocelo

O que é a inflamação testicular, e como posso tratá-la?

inflamação testicular

O que é a inflamação testicular?

A inflamação testicular afeta muitos homens e pode estar associada a várias doenças distintas. Estas podem levar a uma alteração dos espermatozoides e afetar a fertilidade. Os homens podem ter queixas de inflamação testicular em situações variadas e em doenças do testículo ou das estruturas envolventes como o epidídimo ou a pele que envolve o testículo (escroto).

A inflamação testicular denomina-se orquite e está frequentemente acompanhada de inflamação do epidídimo (epididimite). Quando ambas situações estão juntas, denomina-se orqui-epididimite. Isto leva frequentemente à acumulação de líquido no interior da bolsa escrotal, em redor do testículo, denominado hidrocelo. Assim, a inflamação testicular pode levar a aumento dos testículos ou das bolsas escrotais, dor em repouso ou durante a palpação.

Estas queixas estão, também, frequentemente presentes nos homens com varicocelo, que se trata de uma doença muito frequente e que consiste na presença de varizes em redor do testículo. Desta forma, o diagnóstico com base em ecografia dos testículos é fundamental para o diagnóstico correto, pois a orqui-epididimite é tratada medicamente com antibióticos e anti-inflamatórios, enquanto que o varicocelo pode ser tratado por cirurgia ou embolização.

Como o varicocelo está relacionado com a inflamação testicular?

A infeção e inflamação testicular são problemas relevantes do sistema reprodutivo masculino que podem afetar a fertilidade, com efeitos negativos na produção dos espermatozoides. Apesar de esta estar frequentemente associada a infeções virais ou bacterianas, ela também pode ser autoimune ou estar associada ao varicocelo. O varicocelo está presente em 35%-40% dos homens com infertilidade.

O varicocelo está associado a uma desregulação das vias do stress oxidativo, com alteração do microambiente imunológico testicular, podendo levar a inflamação testicular e disfunção de produção de espermatozoides. O varicocelo está associado à presença de anticorpos anti-esperma, anomalia da produção dos espermatozoides e da secreção da testosterona e inflamação testicular mediada pela produção de citocinas.

A inibição da inflamação testicular pode aliviar os mecanismos de mediação do varicocelo. A normal função testicular depende dos mecanismos de tolerância imunológica que são complexos e podem ser desregulados por inflamação testicular infeciosa e não infeciosa.

A maioria dos estudos comprovou que existe inflamação testicular nos doentes com varicocelo, com alteração da resposta imunológica, sendo necessário explorar os mecanismos de imunoterapia que possam melhorar os resultados dos doentes com varicocelo. Apesar do tratamento de primeira linha do varicocelo ser a embolização ou a cirurgia, o tratamento médico anti-inflamatório poderá ter um papel futuro.

Como é realizada a embolização do varicocelo?

A embolização do varicocelo é feita com o doente acordado, sob anestesia local. É introduzido um cateter na virilha direita ou no pescoço que é avançado até às veias dilatadas ou varizes perto do testículo. Quando se alcança este local são injetados produtos que permitem entupir estas varizes. Permite, assim, tratar os sintomas (dor e aumento ou peso no testículo e a inflamação testicular) e melhorar a função dos espermatozoides ao ocluir todas as veias dilatadas perto do testículo.

A embolização do varicocelo é totalmente indolor, dura cerca de 30 minutos e com recuperação imediata. O doente entra e sai pelo próprio pé, não precisa de ficar internado no hospital. O varicocelo é mais frequente à esquerda pois a veia testicular ou espermática esquerda drena para a veia renal esquerda com um ângulo reto, enquanto que a veia testicular ou espermática direita drena para a veia cava inferior com um ângulo mais favorável.

No próprio dia depois da embolização, o doente nota que o testículo e bolsa escrotal tratado está menos inchado que antes do tratamento. A sensação de dor e peso que tinha no testículo afetado pelo varicocelo desaparecem logo no dia seguinte ao tratamento por embolização. Nos casos de infertilidade e disfunção dos espermatozoides, o retorno à normal função dos espermatozoides pode levar entre 1 a 3 meses e ocorre na maioria dos doentes tratados.

Que outros tratamentos existem para a inflamação testicular?

O tratamento atual do varicocelo é baseado na embolização ou cirurgia. Contudo, alguns doentes têm dificuldade em recuperar a fertilidade mesmo após a embolização ou cirurgia. Estudos têm avaliado o papel da inflamação testicular e alteração do microambiente imunológico testicular na base da infertilidade associada ao varicocelo.

Terapêuticas anti-inflamatórias e a imunoterapia irão ser testadas neste contexto com o intuito de manter o equilíbrio pro-inflamatório e anti-inflamatório e inibir as vias da inflamação testicular. O mecanismo pelo qual o varicocelo leva à infertilidade é complexo e multifatorial. Na sua génese está uma desregulação das vias mediadoras da inflamação e do microambiente imunológico testicular.

Terapêuticas à base de medicamentos antioxidantes têm demonstrado bons resultados no tratamento da infertilidade de homens com alterações no esperma, com e sem varicocelo. O maior benefício foi notado nos doentes com varicocelo mais severo, sendo menos marcado nos doentes sem varicocelo ou com varicocelo ligeiro.

Estes achados vêm reforçar a importância deste problema na mediação da infertilidade associada ao varicocelo. O tratamento antioxidante parece ser uma opção adicional à embolização do varicocelo ou cirurgia no tratamento da infertilidade nos homens com varicocelo.

Entre em Contacto.

Submeta o formulário em baixo para marcar a sua consulta com o Dr. Tiago

    Entre em Contacto.

    Submeta o formulário em baixo para marcar a sua consulta com o Dr. Tiago

      2023-01-20T13:00:36+00:00Janeiro 19th, 2023|Embolização do Varicocelo|
      Go to Top