Blog

Prof. Dr. Tiago Bilhim

Tratamento de varicocelo – Embolização venosa espermática

Prof. Dr. Tiago Bilhim Tratamento de varicocelo – Embolização venosa espermática

O que é a embolização venosa espermática?

A embolização venosa espermática é um procedimento minimamente invasivo, guiado por imagem, utilizado para bloquear o fluxo sanguíneo para as veias espermáticas dilatadas (varicocelo).

Prof. Dr. Tiago Bilhim Tratamento de varicocelo – Embolização venosa espermática

Em que casos é realizada a embolização venosa espermática?

Este procedimento poderá estar indicado em casos de varicocelo em homens sintomáticos e/ou em casos de infertilidade.

O varicocelo ocorre em aproximadamente 15-20% de todos os homens, sendo mais frequente entre os 15 e os 35 anos de idade.

Consiste na dilatação do plexo venoso pampiniforme e da veia espermática interna, no escroto. Ocorre quando as válvulas nas veias escrotais, que permitem que o sangue flua dos testículos e escroto em direção ao coração, se tornam incompetentes, fazendo com que o sangue se acumule no escroto. Como consequência, as veias espermáticas no escroto aumentam de calibre, de forma a acomodar maior quantidade de sangue com fluxo lento, estagnado ou até invertido.

Prof. Dr. Tiago Bilhim Tratamento de varicocelo – Embolização venosa espermática

Muitas vezes, o varicocelo não causa sintomas. No entanto, com a progressão, podem causar desconforto e dor, especialmente quando a pessoa fica na posição vertical por muito tempo. Exercícios de musculação com levantamento de pesos também pode causar um aumento na pressão nestas veias dilatadas e exacerbar os sintomas.

Em alguns homens, a presença de varicocelo está diretamente relacionada com a diminuição da fertilidade ou até mesmo infertilidade. A prevalência do varicocelo na população infértil ou subfértil é de 40%. Apesar de o motivo pelo qual o varicocelo causa infertilidade ainda não ser completamente conhecido, uma das teorias aceite é que aumenta a temperatura testicular e isto afeta negativamente a contagem e a qualidade do esperma.

Em alguns casos, e especialmente quando se desenvolve durante a infância/adolescência, pode afetar o crescimento dos testículos, ocorrendo atrofia testicular, que consiste na diminuição das dimensões dos testículos.

O diagnóstico de varicocelo é realizado no exame clínico do doente e com recurso a EcoDoppler escrotal.

O tratamento pode ser cirúrgico ou minimamente invasivo, com recurso à embolização venosa espermática.

Prof. Dr. Tiago Bilhim Tratamento de varicocelo – Embolização venosa espermática

Que exames são realizados antes do procedimento?

Apesar do diagnóstico de varicocelo ser clínico, recorrendo-se à avaliação ecográfica escrotal antes do procedimento de forma a caracterizar e graduar adequadamente as alterações, nomeadamente se é unilateral ou bilateral, calibres máximos das veias, se existe refluxo sanguíneo e se existem alterações do volume testicular pré-procedimento.

Quem realiza a embolização venosa espermática?

A embolização é realizada por uma esquipa de Radiologistas de Intervenção, médicos diferenciados no tratamento vascular com recurso a técnicas de Raios-x digital.

O que acontece durante o procedimento?

O doente encontra-se deitado na mesa de Raios-X, na sala de Angiografia, num ambiente esterilizado, monitorizado.

É administrada uma anestesia local na virilha ou no pescoço. Após anestesiar, com recurso a uma agulha, é puncionada a veia femoral comum ou a veia jugular interna (dependendo se o acesso foi na virilha ou pescoço, respectivamente), e através da agulha, é introduzido dentro da veia um fio-guia e um cateter. O produto de contraste vai sendo administrado através do cateter, permitindo, com recurso à interpretação das imagens de raios-X, o mapeamento das veias por onde o cateter circula, até atingir as veias espermáticas dentro do escroto.

Quando chega ao local pretendido, são injetados dentro das veias coils metálicos ou material esclerosante, que bloqueiam o fluxo sanguíneo. Ao bloquear estas veias dilatadas e tortuosas, o fluxo sanguíneo anormal para o testículo é interrompido e o sangue é desviado para veias saudáveis, de forma a sair do testículo por veias normais.

Quando o procedimento é concluído, o médico remove o cateter e aplica pressão no local de entrada para evitar sangramentos.

Prof. Dr. Tiago Bilhim Tratamento de varicocelo – Embolização venosa espermática

Quanto tempo dura o procedimento?

A embolização venosa espermática é um procedimento minimamente invasivo, realizado em ambulatório e dura em média cerca de 90 minutos.

O doente fica no recobro durante cerca de 2 horas, onde é monitorizado cuidadosamente após o procedimento. Na grande maioria dos casos, volta para casa no mesmo dia.

No dia seguinte, a maioria dos doentes já é capaz de retornar à sua atividade diária habitual. Pode sentir algum desconforto na região escrotal, na primeira semana após o procedimento, expectável devido à oclusão das veias que está a ocorrer, que é aliviada com recurso a analgésicos.

Riscos e complicações do procedimento?

É um procedimento seguro, considerando-se os riscos comuns a qualquer outro procedimento que penetre na pele, nomeadamente o risco de infeção (embora muito pequeno e que se resolve com recurso a tratamento antibiótico), o risco de sangramento e hematoma.

Existe também um pequeno risco de reação à anestesia local ou reação alérgica ao material de contraste endovenoso.

Outras complicações possíveis, embora infrequentes, incluem a dor lombar, inflamação no epidídimo (epididimite) e inflamação das veias (flebite).

Tal como com o tratamento cirúrgico, há um risco de recorrência do varicocelo em cerca de 10% dos casos. Nestes casos, pode ser tentada uma nova embolização ou eventualmente a terapêutica cirúrgica.

Prof. Dr. Tiago Bilhim Tratamento de varicocelo – Embolização venosa espermática

Há contraindicações para a realização deste procedimento?

Em casos de insuficiência renal ou alergia a contraste iodado, não é possível realizar este procedimento.

Em homens já tratados cirurgicamente para o varicocelo, que apresentem recorrência, pode ser tentada a embolização venosa, embora por vezes, o procedimento seja mais difícil nestes casos.

O que esperar do procedimento?

  • É um tratamento definitivo, realizado num tempo único, com resultados duradouros.
  • É expectável que o doente comece a sentir melhorias no próprio dia, notando-se alívio da dor e sensação de peso testicular.
  • Em casos de infertilidade, melhora a qualidade e contagem do esperma, resultados que podem demorar cerca de 1 a 3 meses até serem notados.
  • Em muitos casos de atrofia testicular, quando o varicocelo é tratado precocemente, o testículo pode retornar ao tamanho normal.
  • A taxa de sucesso da embolização venosa espermática é semelhante às técnicas cirúrgicas, de cerca de 90%.
  • Contudo, com a embolização, o tempo de recuperação é mais rápido, de dias em vez de semanas, no conforto do lar, sem necessidade de internamento.
  • Não requer anestesia geral, não ficam cicatrizes e o risco de infeção é inferior ao risco em casos de cirurgia aberta.

Marque a sua Consulta

Submeta o formulário em baixo para marcar a sua consulta com o Dr. Tiago

tiago bilhim

Marque a sua Consulta

Submeta o formulário em baixo para marcar a sua consulta com o Dr. Tiago

tiago bilhim
2021-10-01T16:43:54+00:00