Blog

Prof. Dr. Tiago Bilhim

A Embolização Uterina é eficaz para tratar Fibromiomas gigantes

A Embolização Uterina é eficaz para tratar Fibromiomas gigantes

Um estudo Inglês recente provou que as mulheres com fibromiomas uterinos gigantes (maiores que 10cm) podem ser tratadas de forma segura e eficaz com a embolização uterina.

Não há limite superior de dimensões para os fibromiomas uterinos que possam ser tratados por embolização uterina.

As mulheres com fibromiomas gigantes são frequentemente informadas pelos médicos assistentes que a única opção de tratamento é a histerectomia, ou seja, a remoção cirúrgica de todo o útero.

Contudo, está provado que a embolização uterina é segura e eficaz para estas mulheres e permite preservar o útero, evitando uma cirurgia “de barriga aberta”.

Desta forma, é possível tratar estas mulheres, com uma técnica indolor, muito menos invasiva, sem recorrer a bisturis e permitindo uma recuperação quase imediata, com muito menos complicações que a cirurgia convencional.

Em 163 mulheres com fibromiomas gigantes tratadas com embolização uterina houve uma redução do volume uterino de aproximadamente 40%, ou seja, o útero reduziu para quase metade do tamanho.

Os tratamentos podem ser feitos em ambulatório, ou seja, não é necessário internamento. A doente dá entrada de manhã, faz o tratamento e pode ter alta ao fim do dia.

A embolização uterina é segura uma vez que as complicações são raras e podem ser tratadas de forma conservadora na maioria dos casos.

A esmagadora maioria das doentes tem uma melhoria significativa da qualidade de vida e as principais queixas como hemorragia, aumento do abdómen e dores pélvicas ficam tratadas.

Se quiser saber mais sobre fibromiomas uterinos, adenomiose, tratamentos preservadores de fertilidade e embolização uterina entre em contacto comigo, estou inteiramente disponível para esclarecer todas as dúvidas.

A Embolização Uterina é eficaz para tratar Fibromiomas gigantes

A Embolização Uterina é eficaz para tratar Fibromiomas gigantes

Um estudo Inglês recente provou que as mulheres com fibromiomas uterinos gigantes (maiores que 10cm) podem ser tratadas de forma segura e eficaz com a embolização uterina.

Não há limite superior de dimensões para os fibromiomas uterinos que possam ser tratados por embolização uterina. As mulheres com fibromiomas gigantes são frequentemente informadas pelos médicos assistentes que a única opção de tratamento é a histerectomia, ou seja, a remoção cirúrgica de todo o útero.

Contudo, está provado que a embolização uterina é segura e eficaz para estas mulheres e permite preservar o útero, evitando uma cirurgia “de barriga aberta”. Desta forma, é possível tratar estas mulheres, com uma técnica indolor, muito menos invasiva, sem recorrer a bisturis e permitindo uma recuperação quase imediata, com muito menos complicações que a cirurgia convencional.

Em 163 mulheres com fibromiomas gigantes tratadas com embolização uterina houve uma redução do volume uterino de aproximadamente 40%, ou seja, o útero reduziu para quase metade do tamanho. Os tratamentos podem ser feitos em ambulatório, ou seja, não é necessário internamento. A doente dá entrada de manhã, faz o tratamento e pode ter alta ao fim do dia.

A embolização uterina é segura uma vez que as complicações são raras e podem ser tratadas de forma conservadora na maioria dos casos. A esmagadora maioria das doentes tem uma melhoria significativa da qualidade de vida e as principais queixas como hemorragia, aumento do abdómen e dores pélvicas ficam tratadas.

Se quiser saber mais sobre fibromiomas uterinos, adenomiose, tratamentos preservadores de fertilidade e embolização uterina entre em contacto comigo, estou inteiramente disponível para esclarecer todas as dúvidas.

Marque a sua Consulta

Submeta o formulário em baixo para marcar a sua consulta com o Dr. Tiago

tiago bilhim

Marque a sua Consulta

Submeta o formulário em baixo para marcar a sua consulta com o Dr. Tiago

tiago bilhim