Blog

Prof. Dr. Tiago Bilhim

Embolização no tratamentos da adenomiose já ajudou centenas de mulheres a engravidar!

tratamento da adenomiose não consigo engravidar

A adenomiose uterina é uma doença benigna onde ocorre um espessamento dentro das paredes do próprio útero provocando sintomas como dor, sangramento ou cólicas fortes, especialmente durante a menstruação.

Na adenomiose há uma infiltração do endométrio que normalmente reveste apenas o interior da cavidade uterina e passa a infiltra-se na espessura da parede do corpo do útero (miométrio). Chama-se a isto focos ectópicos (fora do local normal) de endométrio na espessura das paredes do útero.

Embolização já ajudou centenas de mulheres a voltar a engravidar

Os principais sintomas da adenomiose são:

  • Inchaço da barriga;
  • Cólicas muito fortes durante a menstruação;
  • Dores pélvicas, mais intensas no período peri-mentrual;
  • Dor durante a relação sexual;
  • Aumento da quantidade e duração do fluxo menstrual;
  • Prisão de ventre e dor ao evacuar.

Contudo a adenomiose também se pode manifestar através da infertilidade, pois pode levar a infertilidade ou abortos de repetição.

A adenomiose pode provocar complicações graves na gravidez, como gravidez ectópica ou aborto, por exemplo, sendo recomendado o acompanhamento regular do obstetra, para que sejam evitadas essas complicações. Além disso, em alguns casos a adenomiose, pode dificultar a fixação do embrião no útero, dificultando assim a gravidez, levando a infertilidade.

Os sintomas de adenomiose aparecem geralmente após a gravidez, devido ao aumento do útero que acontece, e por isso, a maioria das mulheres consegue engravidar e ter filhos antes do aparecimento da doença.

Os tratamentos para a adenomiose incluem medicamentos como os anti-inflamatórios, para o alivio da dor e inflamação. Tratamentos com medicamentos hormonais, como pílula contraceptiva com progesterona, Danazol, ou dispositivo intra-uterino com progesterona são também frequentemente utilizados.

A opção cirúrgica geralmente consiste na remoção de todo o útero ou histerectomia.

adenomiose - engravidar

A cirurgia para remoção do útero elimina completamente os sintomas da doença, porém apenas é feita em casos mais graves, quando a mulher já não pretende engravidar e quando a adenomiose provoca dor constante e hemorragia abundante.

Esta doença tem cura através da cirurgia para retirada do útero, porém, este tipo de tratamento só é feito quando os sintomas não conseguem ser controlados com remédios anti-inflamatórios ou hormonas, por exemplo.

Havia falta de uma técnica de tratamento eficaz para a adenomiose e que permitisse preservar o útero – foi neste contexto que a embolização uterina começou a ser utilizada.

A embolização uterina é uma opção eficaz no tratamento dos sintomas das mulheres com adenomiose e que permite preservar o útero.

Após o tratamento por embolização uterina, a maioria das doentes não tem qualquer dor. O recobro é feito numa sala próxima à sala de angiografia onde foi feita a embolização.

Se o acesso vascular para a colocação do cateter foi realizado no punho esquerdo, é colocada uma pulseira no final da embolização e poderá andar livremente no quarto enquanto recupera da intervenção. Se o acesso vascular foi na virilha, é colocado um penso a virilha e terá de ficar em repouso na cama 4 horas até poder começar a andar novamente. A recuperação é feita num quarto durante 4 horas.

Geralmente as doentes não têm dores e poderão ter alta do hospital no próprio dia. Por vezes pode haver alguma dor ou náuseas e vómitos após a embolização, pelo que prescrevemos medicação para o efeito e geralmente não podem comer imediatamente após a embolização uterina.

Praticamente todos os doentes após a embolização têm alta do nosso hospital no mesmo dia da embolização e podem ir para casa pelo próprio pé. Nos dias seguintes à embolização uterina, poderá haver algumas dores e náuseas controladas com a medicação que prescrevemos.

recuperação após embolização

A embolização uterina foi desenvolvida como uma técnica minimamente invasiva, como alternativa à cirurgia, para poder tratar os fibromiomas e adenomiose, de forma menos dolorosa, com recuperação mais rápida e preservando o útero, possibilitando futuras gravidezes.

A infertilidade é uma forma de manifestação dos miomas e da adenomiose bastante angustiante. Nós temos das experiências mais vastas em gravidez após embolização uterina mesmo a nível mundial, mostrando que é possível engravidar após o tratamento dos miomas e adenomiose com a embolização uterina.

No caso da adenomiose, a embolização uterina é o único tratamento preservador do útero eficaz e que pode permitir uma futura gravidez. Temos mais de 140 doentes tratadas por embolização uterina, e que conseguiram engravidar após a embolização uterina, mostrando que é seguro e eficaz.

Se tiver alguma dúvida, ou para realizar a marcação da sua consulta, preencha o formulário abaixo e eu ou a minha equipa entraremos em contacto consigo!

Marque a sua Consulta

Submeta o formulário em baixo para marcar a sua consulta com o Dr. Tiago

tiago bilhim

Marque a sua Consulta

Submeta o formulário em baixo para marcar a sua consulta com o Dr. Tiago

tiago bilhim
2021-08-10T14:45:43+00:00